Prémios Poliempreende entregues em Elvas



Os prémios da 15ª edição do Poliempreende foram entregues na tarde desta quarta-feira.

A cerimónia de entrega dos prémios decorreu em Elvas, no Coliseu Comendador Rondão Almeida, durante a 11ª edição Feira do Emprego e Empreendedorismo ENOVE+, promovida pelo Politécnico de Portalegre.

Presentes estiveram representantes das equipas premiadas e elementos de diversas coordenações que integram este projeto.

Começaram por ser entregues os prémios Delta Internacional (1.500€) e Delta Inovação (2.500€), entregues aos projetos “Educamuseo” da Universidade da Extremadura e “Pradaria” da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

Em representação da Delta Cafés para a entrega destes prémios esteve Susana Almas, que destacou a ligação entre a Delta e os Politécnicos “no apoio ao empreendedorismo”.



Nelson Ferreira da Ordem dos Contabilistas Certificados entregou o 3º prémio no valor de 3.000€ à equipa do Instituto Politécnico de Setúbal, pelo projeto “Be Gold”.

As representantes desta equipa realçaram o “esforço” com que desenvolveram este trabalho, revelando ainda que nesta altura prosseguem “a investigação para continuar com o projeto para a frente”.

Nelson Ferreira destacou a importância da contabilidade e fiscalidade para nos projetos empreendedores “para que o castelo não se desmorone” e é também por isso “que estamos presentes no Poliempreende”.



O prémio Prémio Fidelidade atribuiu 5.000€ ao projeto “Plantica” do Instituto Politécnico de Bragança. Os elementos desta equipa empreendedora mostraram ser um prémio “muito importante” por ser “um incentivo ao empreendedorismo para trabalharmos ainda mais”.

João Brazão, representante da companhia de seguros Fidelidade foi um dos elementos do júri e mostrou-se grato por ter tido a oportunidade de ficar a conhecer “ideias de negócio verdadeiramente disruptivas”, o que suporta a importância dos Politécnicos na “ligação com o mundo empresarial”. “Espero que a próxima coordenação possa dar seguimento ao que foi feito em Portalegre porque foi tudo muito bem organizado”, concluiu.



“The Paper Toy Factory” do Instituto Politécnico de Lisboa foi o projeto vencedor desta 15ª edição do Poliempreende. As vencedoras receberam o Prémio CGD no valor de 10.000€.

Inês Silva, um dos elementos da equipa, disse nesta entrega de prémios que a “participação no Poliempreende foi das aventuras mais inesperadas e gratificantes do nosso percurso académico. No início do ano letivo estávamos sentadas no café da faculdade quando a Carolina partilhava comigo uma ideia que tinha tido enquanto estava em Erasmus. Desde aí foi com entusiasmo e coração aberto que abraçámos este projeto com a intenção de o levar o mais longe possível neste concurso. Sabíamos que o percurso ía ser difícil pois os projetos dos nossos colegas eram igualmente inovadores” (…) “Este primeiro lugar enche-nos de orgulho e motivação para continuarmos com este projeto que nos enche de orgulho”.

João Artur Paulo da Caixa Geral de Depósitos revelou ser “uma satisfação e uma honra para a Caixa poder participar”, e desejou “as melhores felicidades a esta iniciativa”. “Com boas ideias e pessoas empreendedoras”, prosseguiu, “existe também capacidade de financiamento para essas ideias. A Caixa Geral de Depósitos está cá para revitalizar e fazer crescer a economia. É essa parte da nossa missão”.



As defesas dos projetos empreendedores decorreram nos dias 13 e 14 de setembro em Portalegre.

Recorde-se que, nesta edição, integrou o júri Artur Romão em representação do Politécnico de Portalegre, Luís Barradas da Caixa Geral de Depósitos, João Brazão, representante da companhia de seguros Fidelidade, Nelson Ferreira da Ordem dos Contabilistas Certificados, Susana Almas da Delta Cafés e João Fernandes.